Ministro da Justiça entrega novos instrumentos de segurança ao Aeroporto de Guarulhos

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante inauguração das novas instalações da Delegacia Internacional (Foto: Agência PF)

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, durante inauguração das novas instalações da Delegacia Internacional (Foto: Agência PF)

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, entregou dois novos instrumentos que vão trazer mais segurança aos passageiros do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na grande São Paulo.

O mais movimentado terminal aéreo do Brasil agora conta 16 aparelhos e-gates e com as novas instalações da Delegacia Internacional.

O e-gate é um portal de autoatendimento migratório que checa as informações do passageiro brasileiro com passaporte de chip e faz o reconhecimento biométrico-facial, permitindo entrar e sair do país sem passar pelas cabines convencionais.

Já a nova delegacia vai atender a demanda crescente por serviços e combater de forma mais eficaz crimes que acontecem no aeroporto como o tráfico de drogas, de pessoas, o contrabando e o descaminho.

Essas iniciativas do Ministério da Justiça vão garantir maior agilidade ao trabalho da Polícia Federal, reduzir o tempo de espera e ampliar a capacidade de atendimento aos passageiros.

Por essas e por outras importantes ações, quero parabenizar o trabalho que José Eduardo Cardozo tem feito à frente do Ministério da Justiça. Conheço seu empenho e tenho grande apreço por ele. Trabalhamos juntos, como vereadores, na Câmara Municipal de São Paulo.

30 de setembro de 2014. • Comente!



Exposição no MIS faz homenagem a Graciliano Ramos

A exposição “Conversa com Graciliano” fica em cartaz até dia 9 de novembro (Foto: Acervo Familiar)

A exposição “Conversa com Graciliano” fica em cartaz até dia 9 de novembro (Foto: Acervo Familiar)

Chegou sexta-feira, dia de pensar sobre o que fazer no final de semana. Eu tenho uma dica: o Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS) está com a exposição “Conversas de Graciliano Ramos”.

O famoso escritor alagoano, autor de obras conhecidas como “Vidas Secas” e “Memórias do Cárcere”, tem a vida pessoal, a trajetória literária e a militância política apresentadas na mostra.

A exposição fica em cartaz até o dia 9 de novembro e pode ser visitada de terça a sábado, das 12h às 22h, e aos domingos e feriados, das 11h às 21h. A entrada é gratuita.

O público pode conferir pertences pessoais, entre eles a mesa de trabalho do escritor (Foto: Letícia Godoy/MIS)

O público pode conferir pertences pessoais, entre eles a mesa de trabalho do escritor (Foto: Letícia Godoy/MIS)

O público vai conferir imagens, documentos, pertences pessoais, depoimentos exclusivos, intervenções audiovisuais e uma instalação que recria o ambiente criativo do escritor. O expectador pode ver de perto a poltrona de descanso (sempre vista nas fotos), a mesa de trabalho, a máquina de escrever e várias canetas tinteiro, entre outros itens.

Outra curiosidade é o manuscrito da carta que Graciliano escreveu a Getúlio Vargas, após sua saída da prisão em 1937, mas que nunca foi apresentado ao público.

Aproveitem, vale muito a pena visitar!

26 de setembro de 2014. • Comente!



Visita à Câmara Municipal de São Paulo

Palácio Anchieta, sede da Câmara Municipal de São Paulo, no centro da cidade (Foto: Reprodução/Wikipédia)

Palácio Anchieta, sede da Câmara Municipal de São Paulo, no centro da cidade (Foto: Reprodução/Wikipédia)

Fiz uma visita à Câmara Municipal de São Paulo. Fui ao plenário e tive a oportunidade de conversar com amigos vereadores e reencontrar funcionários que prezo muito.

A Câmara é um lugar de grande importância em minha vida política e pessoal. Assumi o meu primeiro mandato lá em 1º de janeiro de 2001 e passei mais de 12 anos. Fui o único vereador na história de São Paulo a ocupar por quatro vezes consecutivas a Presidência do legislativo.

Por tudo isso, tenho grande apreço pela Câmara. Fiquei sensibilizado com as palavras gentis dos amigos vereadores Roberto Tripoli e José Américo, atual presidente da Câmara. Tripoli saudou minha presença e José Américo elogiou minha atividade na Câmara.

Sempre que tenho oportunidade faço questão de visitar a Câmara e conversar com vereadores e funcionários. É uma forma de me manter informado sobre as necessidades da cidade de São Paulo, lugar onde nasci e pelo qual eu continuo trabalhando, mas agora a partir do Senado, onde represento todo o Estado.

25 de setembro de 2014. • Comente!



Votos nulos e brancos não cancelam eleição

Uma votação só é anulada quando acontece alguma irregularidade na eleição (Foto: Agência Senado)

Uma votação só é anulada quando acontece alguma irregularidade na eleição (Foto: Agência Senado)

Durante esse período eleitoral, muitos boatos e informações falsas circulam por aí. Você já deve ter ouvido falar que se mais da metade dos eleitores votarem nulo ou branco, o pleito será invalidado. Com isso, uma nova disputa teria que ser organizada num prazo de 40 dias, com novos candidatos, certo? Mas isso não é verdade!

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), uma votação só é anulável quando acontecem fraudes, falsidades, coação, interferência do poder econômico e desvio e abuso de poder, além de propaganda ilegal que beneficiem um candidato em uma disputa majoritária (para Presidente da República, governador, senador e prefeito).

Assim, se ficar comprovado que determinado candidato eleito com mais de 50% dos votos nas eleições majoritárias cometeu uma das irregularidades citadas, a Justiça Eleitoral deverá anular o pleito e determinar um novo. Outra possibilidade de anulação é o indeferimento do registro de candidatura ou cassação do mandato do candidato eleito.

Mas você deve estar se perguntando, para que servem os votos nulos e brancos? Eles são apenas registrados para fins de estatísticas e não são computados como votos válidos, ou seja, não vão para nenhum candidato, partido político ou coligação, e são descartados na apuração final.

Para entender melhor como funciona esse sistema, clique aqui e assista um vídeo explicativo do TSE. Não desperdice seu voto, pense bem e escolha um bom candidato!

24 de setembro de 2014. • Comente!



Aplicativo ajuda a recuperar 86 mil veículos roubados e prender 4 mil foragidos

Detalhe do módulo “Veículos”, do aplicativo “Sinesp Cidadão” (Foto: EquipeACR)

Detalhe do módulo “Veículos”, do aplicativo “Sinesp Cidadão” (Foto: EquipeACR)

O aplicativo “Sinesp Cidadão”, que checa placas de automóveis e mandados de prisão, é sucesso no combate ao crime. Em oito meses, a ferramenta criada pelo Governo Federal já ajudou a localizar 87 mil veículos roubados e, em quatro meses, a prender quatro mil pessoas foragidas.

O app é gratuito e pode ser baixado em smartphones e tablets, com sistema Android, IOS e Windows Phone, nas respectivas lojas virtuais. Hoje, já alcançou mais de 2,5 milhões de downloads e tem ajudado a democratizar o acesso às informações de segurança pública e justiça à população em todo o Brasil.

Disponível 24 horas por dia, em qualquer lugar com acesso à internet, o “Sinesp Cidadão” usa como base, no módulo “Veículos”, as informações do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e, no módulo “Mandado de Prisão”, o Banco Nacional de Mandados de Prisão do Conselho Nacional de Justiça.

Mais um aviso importante: os usuários que verificaram alguma irregularidade devem acionar a polícia, que faz a checagem e apuração da suspeita. Não aja sozinho, isso pode colocar a sua segurança em risco.

22 de setembro de 2014. • Comente!